Que Tal Uma Retrospectiva Para Finalizar o Ano?

  • 11
  • 2
  •  
  • 35

E aí galera,

Estamos nós em mais um ano se finda! Um momento excelente para encher a cara fazermos um balanço do que funcionou bem, o que pode ser melhorado e, principalmente, do que não funcionou bem. No último post do ano, vou falar sobre uma dinâmica que rodei em alguns times durante 2015/2016 e penso que pode funcionar muito bem para o nosso contexto. Apresento a vocês a dinâmica do trem! Eu sei, eu sei… Mas não sou criativo com nomes!

Funciona da seguinte forma: Imagine que você vai viajar de trem e fará algumas paradas em diferentes estações até chegar ao seu destino final. Ou seja, nessa situação relacionamos o trem com você (ou seu time), as estações como seus objetivos e o destino final como o ano corrente.

A Dinâmica do Trem

A Dinâmica do Trem

Como Funciona?

Antes de começar a explicar a dinâmica, você precisa entender as regras: se você não alcançou o objetivo é porque ocorreu algo que tirou seu trem dos trilhos (quando ocorrer, desenhe uma linha saindo dos trilhos). Caso você tenha alcançado é porque você soube contornar os problemas que apareceram e conseguiu manter o trem em cima dos trilhos (nessa situação, desenhe uma reta, de outra cor, em cima da linha dos trilhos). Fácil, né?

Você vai precisar de caneta ou pincel e post-its (ambos em cores diferentes). Tudo certo? Então vamos lá.

numero-1

Escreva suas metas sendo cada estação, de preferência por ordem de prioridade.

Defina datas para cada meta! Isso facilita bastante quando queremos atingir um objetivo pessoal ou profissional.

numero-2

Em seguida desenhe um trem conforme a imagem acima;

numero-3

À medida em que o trem vai parando em cada estação, defina um timebox para escrever todas as que funcionaram bem. Coloque-os na parte de cima da trilha.

numero-4

Em seguida, utilize o mesmo timebox para descrever o que atrapalhou você em alcançar o objetivo proposto. Coloque-os na parte inferior da trilha.

Utilize post-it de cores diferentes para as coisas boas e ruins.

numero-5

Na foto não tem, mas é interessante você separar uma área para definir o que aprendeu com os percalços que apareceram durante sua viagem.

numero-6

Continue até o fim da sua viagem.

Perceba que a questão visual faz toda a diferença! Por exemplo, você consegue ter uma ideia de como se saiu baseado pela quantidade de vezes que seu trem saiu dos trilhos, ou então se você teve muita dificuldade em atingir suas metas devido a quantidade de itens que apareceram embaixo dos trilhos. Simples, não? 😉

Essa foi a forma que encontrei para adaptar a dinâmica no contexto apresentado aqui no post. Perceba que é possível utilizá-la em diversas situações. Na imagem acima, o contexto foi uma retrospectiva de uma sprint, onde o time teve como meta seis itens, mas conseguiu entregar apenas dois e, apesar do fracasso, tiveram uma quantidade maior de coisas que funcionaram bem.

Nós do agile.pub, desejamos um feliz natal, um próspero ano novo e que 2017 traga muitas cervejas de qualidade para todos nós. Esperamos que o nosso pub tenha atendido suas expectativas e saiba que você pode contar conosco em 2017! Estamos pensando em diversas novidades. Vai ser demais.

Um grande abraço.

ME AJUDEM COM UM NOME MELHOR PARA ESSA DINÂMICA! :)

Leave a Comment