Facilitação: Um Presente para o seu cliente.

  •  
  • 4
  •  
  • 23

E aí, galera.

Hoje vamos dar continuidade em um assunto que gosto muito: Retrospectiva!!

Recentemente, conversando com meu amigo Luis Lula Rodrigues, tive um insight para uma dinâmica que acabou sendo muito útil para o contexto que estava vivenciando e acredito que seja uma ótima ferramenta para o cinto de utilidade de um facilitador.

Primeiramente, o nosso contexto era: o time estava com medo de quebrar uma funcionalidade existente e eu supunha que a baixa cobertura dos testes automatizados era um dos motivos para essa falta de confiança em seguir em frente com os bugs. Esse “medo” já começava a refletir no tempo na correção, ou seja, impacto direto na performance do time.

Tendo isso em mente, procurei utilizar a metáfora do presente. Talvez um nome pode ser: um presente para o seu cliente. Eu sei, não sou criativos com nomes. 🙁

Facilitação: Presente para o seu cliente.

Facilitação: Presente para o seu cliente.

Como Funciona?

numero-1

Após verificar o sentimento do time com o happiness radar, falei dos principais acontecimentos da nossa semana e fiz a seguinte pergunta.

Pessoal, levando em consideração que nossas entregas são um presente para o nosso cliente, quais valores, vocês acreditam, que o cliente está percebendo em nosso presente?

Ei facilitador, é muito importante destacar os pontos que aconteceram em seu contexto. Por exemplo: essa semana, o cliente reportou muitos bugs, tivemos que fazer hora extra, etc.

numero-2

Defini um timebox para o time escrever aquilo que eles esperam que estão entregando para o cliente.

numero-3

Depois, li todos os post-its e agrupei-os em categorias.

numero-4

Em seguida, pedi para utilizarem o dot voting para pontuar quais os itens que o time estava deixando a desejar.

numero-5

Depois da votação, contabilizei e coloquei-os em ordem para discutirmos.

numero-6

Durante a discussão, ia tomando nota dos planos de ações que apareciam para melhorarmos aquilo que precisava ser melhorado.

Como vocês puderem perceber, essa técnica é bem simples de aplicar. A utilização do dot voting para marcar onde o time acreditava estar pisando na bola foi algo que me auxiliou muito na dinâmica. Priorizando os pontos mais relevantes a serem discutidos.

Talvez utilizar outra técnica de filtragem para destacar os pontos positivos que estão sendo entregue. Ex.: uma adaptação do Plus Minus Voting, onde cada mais é algo positivo.

Para o contexto em que me encontrava, o time conseguiu perceber a necessidade de qualidade nas entregas e tomamos planos de ações para isso acontecer.

Outro ponto que destaco também é focar em poucos problemas para atacar. Além de deixar a reunião mais produtiva, você consegue agregar mais valor para um time. No meu contexto, a gente falou apenas sobre qualidade.

Mas.. Diogo, e os outros problemas? Não se preocupem!! Se os outros problemas continuarem incomodando, eles aparecem na próxima retrospectiva. Caso não apareçam mais, talvez já tenha sido resolvido. Temos que buscar a eficácia na resolução dos problemas 😉 . Por exemplo, apareceram dez problemas e resolvemos atacar apenas um ou dois. A tendência de ter melhores resultados é muito maior do que atuar em todas as dez.

Curtiu? Já utilizou? Coloca aí nos comentários como foi!! 🙂

Grande abraço

Comments

Leave a Comment