O mindset ágil

  •  
  •  
  •  
  •  

Hoje irei tratar sobre um assunto que é fundamental quando pensamos em métodos ágeis. Os valores fundamentais e os princípios básicos do manifesto ágil. Mas, antes de nos aprofundarmos neles, é preciso entender o contexto de seu surgimento, ou seja, o método waterfall.

Método Tradicional Waterfall

Método Tradicional Waterfall

Resumidamente falando, o tradicional método waterfall foi criado na década de 70  por Winston W. Royce, no qual caracteriza-se pelo trabalho linear, ou seja, uma sequência de fases, onde a próxima é iniciada após o término da anterior. Entretanto, o próprio autor deixa claro que esse método apresenta riscos e possíveis falhas, pois quando ocorre algum problema no decorrer do processo, aumenta cada vez mais a complexidade do seu uso. Algumas características desse método são:

  • Possui uma extensa documentação detalhada;
  • Centralização e microgerenciamento em processos cada vez mais complexos;
  • O cliente e o usuário final participam apenas no início do processo, ou seja, momento esse que eles menos sabem o que querem;

Esse modelo perdurou por décadas dentro da área de desenvolvimento de software e, em contra partida a essa visão, um grupo de 17 profissionais se encontraram, em 2001, para trocar ideias e experiências sobre como eles estavam conseguindo agregar valor na entrega de softwares para seus clientes. Durante essa reunião, foram percebidos alguns pontos em comum, nos quais se tornaram, mais tarde, os valores fundamentais do manifesto ágil. São eles:

  • Indivíduos e interações mais que processos e ferramentas;
  • Software em funcionamento mais que documentação abrangente;
  • Colaboração com o cliente mais que negociação de contratos;
  • Responder a mudanças mais que seguir um plano;

Onde tudo à esquerda, tem mais valor para o cliente do que os itens à direita. Além dos quatros valores, foram identificados também doze princípios que os complementam:

  • Nossa maior prioridade é satisfazer o cliente através da entrega contínua e adiantada de software com valor agregado.
  • Mudanças nos requisitos são bem-vindas, mesmo tardiamente no desenvolvimento. Processos ágeis tiram vantagem das mudanças visando vantagem competitiva para o cliente.
  • Entregar frequentemente software funcionando, de poucas semanas a poucos meses, com preferência à menor escala de tempo.
  • Pessoas de negócio e desenvolvedores devem trabalhar diariamente em conjunto por todo o projeto.
  • Construa projeto em torno de indivíduos motivados. Dê a eles o ambiente, o suporte necessário e confie neles para fazer o trabalho.
  • O método mais eficiente e eficaz de transmitir informações para e entre uma equipe de desenvolvimento é através de conversa face a face.
  • Software funcionando é a medida primária de progresso.
  • Os processos ágeis promovem desenvolvimento sustentável. Os patrocinadores, desenvolvedores e usuários devem ser capazes de manter um ritmo constante indefinidamente.
  • Contínua atenção à excelência técnica e bom design aumentam a agilidade.
  • Simplicidade – a arte de maximizar a quantidade de trabalho não realizado – é essencial.
  • As melhores arquiteturas, requisitos e designs emergem de equipes auto-organizáveis.
  • Em intervalos regulares, a equipe reflete sobre como se tornar mais eficaz e então refina e ajusta seu comportamento de acordo.

Portanto, fica claro que entender os valores e os princípios do manifesto ágil são extremamente importantes, pois eles são a base para qualquer método ágil que você decidir usar (Scrum, XP, DSDM, TDD, ASD, etc). Outro ponto interessante é que, apesar de ter surgido dentro da área de desenvolvimento de software, alguns pontos dos valores e dos princípios são aplicáveis para qualquer área que trabalhe diretamente com pessoas, fazendo-nos perceber que o papel mais importante dentro de um projeto não é o projeto em si, e sim todos os stakeholders (desde o time de desenvolvimento até o usuário final).

Caso queiram saber mais sobre o manifesto ágil, aqui está o link oficial: agilemanifesto.org

Abraço!

Showing 5 comments
pingbacks / trackbacks
  • […] Primeiramente, é perceptível que o Design Thinking (DT) está perfeitamente alinhado com o manifesto ágil. Seu aspecto colaborativo nos mostra que a participação de todos os stakeholders nas etapas iniciais do projeto trazem grandes benefícios para todos, principalmente para o cliente. Apenas esse fator, já abrange três dos quatros valores encontrados no mindset ágil. […]

  • […] do Manifesto Ágil e seus princípios?! O Scrum também os segue. Além disso, ele possui cinco valores que dão personalidade aos […]

  • […] não temos como trabalhar com os imprevistos, nem responder às mudanças rapidamente (lembra do manifesto ágil? ) e também gera um sentimento de individualidade no time (ex: já fiz o meu trabalho, vocês que […]

  • […] já disse no post sobre mindset ágil, documentações de produtos muito grande, não agregam valor para o cliente. Documentações não […]

  • […] envolvem, principalmente, aspectos mais interpessoais do que técnicos, sendo muito evidente no mindset ágil. Porém, já dissemos em vários posts em nosso pub que nem tudo é bala de […]

Leave a Comment