Caipira Ágil 2017 – Primu baum!

  •  
  • 3
  •  
  • 14

Oie, pessoal!

No fim de semana do dia 07/10/2017, saí de minha casa às seis da matina para curtir mais uma edição do Caipira Ágil e não me arrependo. O evento foi regado de boa comida, cafezinho top e muito assunto de alta qualidade, tanto pela programação, como pela galera que estava por lá.

Caipira Ágil começou com o keynote de Victor Hugo da Lambda3 falando sobre A expectativa ágil. Ele reforçou a ideia de que nem tudo são flores para praticar a agilidade, e por essa razão, muitas pessoas saem frustradas no momento em que estão adotando alguma metodologia ágil, seja qual for. Para mim, ficou a ideia de que temos sempre que fazer uma reflexão diária sobre o que estamos fazendo de errado, e avaliar qual atitude podemos tomar para começar a acertar, tendo como referência os princípios e valores ágeis, pois eles serão um bom norte para validar se você está no caminho correto. E se for para reclamar, reflita sobre a frase de Erica Briones que o Vitor Hugo repassou:

Mensagem marcante de Vitor Hugo.

Mensagem marcante de Victor Hugo.

Depois de sua palestra, ele deu um espaço para que as pessoas pudessem interagir e falar sobre o que está dando de errado na agilidade no contexto de cada um e outro momento para falar alguma loucura de como resolvê-la. Muito legal essa interação com a platéia. Diogo é seu fã!

Lá também participei do workshop de Métricas ágeis na prática do Guilherme Motta, gostei muito da dica inicial para os ouvintes:

Ouçam o que os outros tem a dizer, seja você Agile Coach ou iniciante.

Ele seguiu mostrando que uma métrica pode ter interpretação dúbia, portanto, deixe bem claro o que ela significa para passar bem a mensagem que você deseja com aquele número. Guilherme conduziu uma dinâmica para estimarmos o tempo para preencher uns números em um quadro e compararmos com o realizado. A cada iteração, ele adicionava uma nova regra aumentando o nível de dificuldade, tendo com o objetivo de que estimativas não são “acertativas”. Aproveite os seus dados para tirar como base para as próximas estimativas. Com isso, estimar com base em achismo não é interessante, utilize informações que já foram geradas pelo time e observe o que esses números lhe dizem.

Almoço foi com muito sanduíche de metro, tudo muito gostoso e muita conversa com a galera que estava por lá. Em seguida, fui ao workshop de Adoção do Fluxo Unificado de Rafael Caceres e Celso Martins da Taller. O workshop original tem duração de 16h e eles fizerem em duas. WOW! Metemos mão na massa de modelar, foi divertido e deu para ter uma noção inicial de fluxo unificado e muitas lições de casa. Ler os livros do CelsoThe Principles of Product Development Flow para ter a base de fluxo unificado eu já comprei o meu. Muito obrigada, Bruno Robô e Luiz Trovatti pelas fotos abaixo.

Workshop de Fluxo Unificado

Workshop de Fluxo Unificado

E por fim, participei do workshop STATIK – Começando com Kanban (em escala) na próxima segunda-feira com o Rodrigo Yoshima. Gostei muito da condução sobre o assunto, ele apresentou um problema real e foi nos guiando para aplicação do STATIK – Systems Thinking Approach To Introduce Kanban – dado o contexto do problema. Todas as equipes puderam desenvolver sua solução baseada nos passos da ferramenta. E sim, dá pra utilizar os passos no dia seguinte.

STATIK - Systems Thinking Approach To Introduce Kanban.

STATIK – Systems Thinking Approach To Introduce Kanban.

Gente, peço desculpa por não poder falar sobre as palestras, como vocês puderam ler me dediquei aos workshops, e acho que sai no lucro, pelo o que me disseram as palestras foram boas, porém o mão na massa me atraiu mais.

Gostaria de deixar aqui o meu muito obrigada a Aline Giunge por ter organizado a Van Capira Ágil e conhecer uma galera sensacional nesse bate e volta a Campinas.

Van Caipira Ágil 2017.

Van Caipira Ágil 2017.

Parabéns ao Rafael Jagua e todos envolvidos pela realização de mais um Caipira Ágil. Galera que é do interior de São Paulo, programe-se para o ano que vem, pois é um evento baratíssimo, com conteúdo muito bom. E não tenha desculpa que é longe, teve gente vindo de Maringá – Paraná para ir ao evento, não é mesmo, Fusca?!

Outra sugestão que tenho, pessoal vamos ajudar a patrocinar($$$) esses eventos pequenos e o Agile.Pub também, precisamos cada vez mais trocar ideias pessoalmente sobre agilidade, trocar conhecimento, o que estamos aprendendo e errando, tudo é válido.

Valeu, gente!

Abraços

Comments
  • Fusca
    Responder

    Opa… eu fui!!! e valeu muitoooo a pena! Parabéns para o Rafa Jagua e todos os organizadores

    Evento muito bom e divertido. Praticamente participamos dos mesmos workshops né Jana???

    Foi muitooo legal!

    ano que vem contem comigo novamente 🙂

Leave a Comment