Lean Kanban Brazil 2017

  •  
  • 4
  •  
  • 65

Oi, pessoal.

Durante a semana do dia 27 de outubro, aconteceu o Lean Kanban Brazil 2017 (#LKBR17), o qual teve de tudo um pouco. Na verdade, desde o começo do mês já estava rolando conteúdo do evento com os webnários da galera fera falando sobre em Lean, Kanban, Gestão e Liderança, de estatística básica a gamificação. Também teve a presença do criador do Kanban, David J. Anderson, ministrando o Kanban Coaching Masterclass e sendo Keynote do evento de sábado. E eu fui privilegiada, estava no Masterclass!!!

Eu Fui ao Masterclass!

Eu Fui ao Kanban Coaching Masterclass!

Foram cinco de dias de treinamento muito enriquecedor, com técnicas para coach, apresentação do modelo de maturidade, dicas para estimular a mudança de uma empresa, mas todo esse conteúdo fica para um próximo post. No dia 27, ocorreram diversos workshops, todos relacionados a fortificar o trabalho que o Kanban traz para uma empresa. No dia 28, o evento teve palestra com cases e temas sobre Lean Kanban.

Para compartilhar como foi esse evento, convidamos alguns colegas para essa falar sobre como foram esses dias:

Mariana Zaparolli

Engenheira de computação e entusiasta em agilidade. Atua disseminação de cultura Lean no Pagseguro e espera contribuir com o crescimento sustentável da empresa e das pessoas.
LinkedIn

Cleiton Mafra

Enterprise Agile Coach | Let’s simplify together?
Linkedin

Antonio de Campos

Agile Coach, consultor, caçador de post-its de cores diferentes e viciado em café.
Linkedin

Qual foi o seu maior interesse ao ir no Lean Kanban Brazil 2017?

Contribuir com um case real sobre uso de Kanban para alinhamento estratégico e tático de uma organização e saber mais do que a comunidade de Kanban no Brasil está exercitando.

Me atraiu muito o foco do evento em gestão, com uma oportunidade única de estar próximo do David Anderson (criador do método Kanban para o trabalho do conhecimento). Meu principal motivador foi a possibilidade de ver diferentes abordagens do método Kanban e trocar experiências com as principais referências do assunto no Brasil.

Principalmente encontrar pessoas atuantes na comunidade para trocar experiências e ver o que outras pessoas estão fazendo de interessante nos seus clientes.

Lean Kanban Brazil 2017 teve workshops, Webinars, Masterclass e as palestras. Tudo com conteúdo de alta qualidade. Você participou de qual? O que mais gostou?

Participei do dia de palestras, mas irei assistir os Webinars. Gostei das palestras, temas diversos que contribuíram para meu aprendizado.

Foram 3 dias de evento online e 2 dias presenciais de muitos aprendizados.
Nos eventos online, participei de todos e tive a oportunidade de palestrar sobre o tema “Kanban no Marketing – Como começar?” junto com o Coaracy, onde falamos sobre o case da Senior da aplicação do método Kanban em uma área fora de tecnologia.
Nesta última sexta-feira, iniciando o evento presencial, participei de 2 workshops; pela manhã “Coaching com Annelise Gripp”, onde aprendi diferentes aplicações de práticas que eu já conhecia e pude aprender algumas novas, tudo bem prático e aplicável; no período da tarde participei do workshop “Dinâmicas para times e líderes na adoção de práticas Kanban
com Samuca e Lula da K21”, foi totalmente prático, onde tinha um cenário e um jogo para simular a realidade e as dinâmicas foram surgindo para resolver os problemas que a equipe estava passando, superou minha expectativa e me entregou novas opções para a solução de problemas e evolução de equipes.
No sábado foi o dia do grande evento, com várias palestras que começou com o KeyNote do David Anderson apresentando oficialmente o modelo de maturidade Kanban, foi bacana, mas como já vínhamos discutindo bastante na comunidade, foi mais para oficializar. A melhor palestra do dia ficou por conta do Henrique Imbertti como título Desmistificando o “Não-Modelo” Spotify, que contou os bastidores, a relação que a cultura e os valores do Spotify e que na verdade não há modelo algum e que tudo emerge com o foco em solucionar os problemas que eles tem na prática. Gostei muito da provocação que o Imbertti fez: “Você se inspira muito o Spotify, mas já parou para olhar no que o Spotify está se inspirando?”. Participei também de outras palestras excelentes “Lean Business Analysis: Muito Além de uma Análise Enxuta com Luiz Claudio Parzianello”, “Usando Classes de Serviço para equilibrar horizontes de curto, médio e longo prazo com Rodrigo de Toledo e Daniel Teixeira”, Gestão de Portfólio com Kanban na Prática (case PagSeguro) com Mariana Zaparolli Martins”, “Como otimizar as duas dimensões de performance do seu sistema de trabalho com Alisson Vale”. Devo escrever um post durante a semana com os principais insights, aguardem.

Participei do Kanban Master Class com o David J. Anderson e valeu o investimento. Foram 5 dias de debates de alto nível puxando desde a matemática das priorizações até a sociologia das transformações.

Na sua experiência no LKBR17, o que você destaca sobre o evento (PALESTRAS, PESSOAS, ETC..)?

Gostei muito de ter encontrado no evento tantas pessoas engajadas, que contribuem de forma positiva para o fomento do tema, para o desenvolvimento de pessoas e que divulgam bons conteúdos.

As palestras e as pessoas foram o ponto alto do evento, mas no final é tudo sobre pessoas. Troquei ideias e experiências com muita gente incrível e isso para mim foi o que mais valeu no evento e fez toda a diferença. Nessas trocas de experiências você pode pedir a opinião de sobre seu cenário atual e ter diferentes pontos de vista, além de também contribuir com os amigos que estão com algumas dúvidas ou dificuldades. Por isso o evento presencial tem muito valor para mim.

É sempre muito interessante rever pessoas atuantes e engajadas na comunidade Lean/Ágil. As palestras foram interessantes para quem estava tendo o primeiro contato com o assunto e para quebrar alguns mitos estabelecidos no mercado, como foi o caso da “Desmistificando o ‘Não-Modelo’ Spotify”, do Henrique Imbertti Jr. Também curti bastante a apresentação da Mariana Zaparolli Martins, “Gestão de Portfólio de Kanban na Prática (Case PagSeguro)”.

Atingiu suas expectativas no LKBR17? Quais são suas expectativas para o próximo LKBR? Vamos novamente?

Sim! E vamos novamente! Acho que há espaço para dois dias de palestras, temos conteúdo para isso. De qualquer forma gostei bastante da variedade de formatos com webinars, workshops, etc. Muito bom!

Fiquei bem satisfeito com o evento, todas expectativas do evento foram atendidas e deixo aqui meus parabéns para o Rodrigo Yoshima pela organização e qualidade do evento. Com certeza estarei no próximo e minha expectativa é palestrar no evento presencial compartilhando os aprendizados com a comunidade, vamos ver.

Com certeza estarei no LKBR18 no ano que vem! E torcendo para ser um evento de 2 dias.

 

Obrigada novamente aos convidados. Estou devendo um happy hour (hh) com o Cleiton, eu o vi no LKB17, porém não me apresentei. Antonio foi um prazer em conhecê-lo, precisamos trocar mais ideias sobre “será realmente temos escolhas?”, assunto bom para um hh, hein? Mariana está sendo muito divertido trabalhar com você, portanto você paga a primeira rodada do hh, tá? kkkk.

Parabéns ao Rodrigo Yoshima e aos envolvidos na organização desse evento, muito conteúdo e deu para conhecer mais a comunidade do Lean Kanban que temos. Na próxima, irei aproveitar mais os workshops e o happy hour! Aqui no pub, ainda vamos falar mais sobre Lean e Kanban, aguarde os próximos posts!

Um grande abraço.

Comments
pingbacks / trackbacks
  • […] saber como foi? Basta acessar a mini-entrevista que fizemos com alguns participantes aqui. Nossos parabéns para Rodrigo Yoshima pela organização do evento! […]

Leave a Comment